Como Gravar uma Entrevista de Áudio

Quer se trate de uma peça de ‘cabeça falante’ para a câmera, um toque rápido para as notícias locais ou um evento de feiras de negócios, registrar uma entrevista é uma das formas mais eficazes de comunicar uma história da vida real. Infelizmente, o equipamento certo para o trabalho pode variar tanto quanto o trabalho em si, então, como você descobre qual equipamento de gravação de áudio é melhor usar?

Neste post, discutimos alguns dos principais desafios de gravar sons de qualidade em configurações de entrevistas comuns, e quais microfones e outros equipamentos ajudarão você a tirar o melhor proveito de cada situação.

Passo 1

Tipicamente, uma situação de entrevista de ‘talking head’ apresentará um ou mais sujeitos enfrentando e falando diretamente com a câmera. É comum que a imagem seja enquadrada de modo que tudo o que podemos ver sejam as cabeças e os ombros de um sujeito, às vezes também cortando para o entrevistador em uma foto reversa similarmente emoldurada. Este quadro visual apertado em torno do assunto, combinado com uma posição estacionária, é ótimo para o posicionamento do microfone. Você pode configurar em um ponto ótimo e não precisa se preocupar com o assunto se movendo para fora de posição. Independentemente de onde você esteja – seja um espaço silencioso, sala barulhenta ou ao ar livre – o objetivo principal é captar o diálogo falado do sujeito da forma mais clara possível, e ignorar ou rejeitar todo o ruído ao redor da área. Para esta situação, nós iríamos para um microfone shotgun ou de lapela. Aqui está o porquê:

Benefícios de um microfone shotgun:

Os microfones de shotgun são projetados para capturar som à distância, enquanto estão posicionados fora do quadro da câmera. O padrão polar altamente direcional é perfeito para se concentrar no som proveniente de uma área específica, que é exatamente o que queremos nessa situação. Se o assunto estiver parado durante a entrevista, você pode montar um microfone shotgun no final de um suporte longo, posicionando-o vários centímetros à frente do objeto e acima, fora do quadro. A partir daqui, você aponta para a boca do locutor. Se o sujeito precisar se mover ou andar durante a tomada, normalmente será necessário um bastão de lança. Isso precisará ser tratado por um operador experiente do bastão para garantir que o microfone esteja próximo ao assunto – novamente, normalmente acima e na frente – sem nunca passar para o porta-retratos. Certifique-se de que sua câmera ou dispositivo de gravação de áudio possa fornecer phantom power de 48 volts ao microfone, se necessário. Alguns microfones de shotgun, como o RØDE NTG2, também podem ser alimentados via baterias AA, enquanto o RØDE NTG4 + tem uma bateria interna de lítio. Se você testar suas fontes de energia antes de fotografar, isso economizará muito esforço no local!

Coisas Essenciais para um Jornalista

Além do equipamento padrão para smartphone, como uma câmera e aplicativos de rede social, compilamos uma lista de cinco ferramentas adicionais que podem ajudar um único jornalista a competir com uma equipe de notícias totalmente funcional. Com essas ferramentas, um jornalista móvel pode gravar dados, editar clipes e transmitir histórias aprimoradas à medida que os eventos se desdobram.

1 – Gravador de voz

Um microfone de smartphone, ou seja, um gravador de voz funciona também como um excelente dispositivo de entrevista. Construído para filtrar o ruído ambiente, ele pode ser mantido em um comprimento confortável a partir do rosto de um entrevistado ou deixado em uma mesa. O melhor de tudo é que os telefones celulares são tão onipresentes que parecem menos intrusivos do que equipamentos de gravação volumosos.

2 – Ustream

Em dezembro, a Apple aprovou seu primeiro aplicativo de streaming ao vivo para iPhone, o Ustream Broadcaster. Os usuários do popular site de vídeos Ustream podem fazer upload de áudio e vídeo em tempo real. Além de streaming de multimídia, agora você pode usar o Social Stream para integrar a experiência em sites populares de mídia social. Dependendo da conexão, o Ustream Broadcaster pode ser bastante agitado. Mas, para notícias de última hora, até mesmo vídeo em tempo real de baixa qualidade pode enviar uma mensagem poderosa.

3 – Reeldirector

Reeldirector é um conjunto de edição de vídeo para o iPhone que pode cortar e juntar clipes, adicionar títulos e incorporar som. Embora a edição em seu telefone para transmissão provavelmente não seja algo que os jornalistas precisarão ou desejarão fazer com frequência, o aplicativo é perfeito para criar uma montagem de entrevistas curtas de rua ou clipes-chave.

4 – Dedos Rápidos

Por que carregar um caderno e uma caneta quando um teclado totalmente funcional está sempre ao alcance dos braços? Embora seja necessária alguma prática, a digitação com o polegar pode gravar informações com a velocidade mais rápida, se não mais rápida, do que a caligrafia tradicional. Depois de escrever uma boa história, certifique-se de que todo esse trabalho é seguro. Aplicativos como o Notespark e o Evernote sincronizam notas com um servidor remoto para que, mesmo que seu celular seja perdido durante a viagem, todo o seu trabalho seja preservado.

5 – WordPress

Na era da Internet, uma notícia de última hora pode ser tanto sobre a velocidade da publicação quanto sobre o jornalismo de qualidade. Com o aplicativo WordPress para o iPhone, os jornalistas podem juntar análises e multimídia e postá-lo em um blog sem nunca tocar em um computador. Mesmo para jornalistas que dependem de um editor para publicar histórias, uma postagem do WordPress pode fornecer ao editor um layout funcional de como todas as informações devem fluir.