quarta-feira, 30 de março de 2016

Inglês não é mais diferencial... É Obrigação!

Se você está começando seus estudos para buscar uma boa posição no mercado de trabalho, é bom que você tenha isso bem consolidado em sua mente: inglês não é mais um diferencial em seu currículo. Você não chamará a atenção do recrutador pelo simples fato de falar inglês. Agora, trata-se de uma obrigação. Ou você tem domínio do idioma, ou suas chances serão reduzidas.

Portanto, você deve começar a se preparar, também em um novo idioma, assim como nos estudos específicos sobre sua futura profissão, desde cedo. O indicado é já começar a estudar o novo idioma desde pequeno, porém, sabemos que nem todas as famílias tem condições de arcar com esse investimento, porém, nunca é tarde para começar.

Porém, ainda tem gente que insiste em arrumar desculpas para não começar os estudos e preferem procrastinar - sem enxergar que essa preguiça de hoje será decisiva para impedir o crescimento profissional no futuro.


Mas eu tenho certeza que você não faz parte desse grupo, pois chegou até aqui e está atrás de soluções para ter um currículo completo (com o inglês incluso). Para te ajudar, eu vou dar algumas dicas para você não perder mais tempo e aprender esse idioma universal.


Inglês Online


Talvez essa seja a principal dica que eu tenho para te dar no dia de hoje. O ensino de inglês pela internet avançou muito e hoje você encontra diversas escolas online que oferecem um conteúdo de qualidade e ensinar de verdade o novo idioma.

Eu gosto de destacar a Englishtown como exemplo. Estou citando ela, pois meu amigo Luciano Aguilar (Site Sim Para Todos) escreveu sobre essa escola, mostrando todos os diferenciais que ela oferece aos alunos.

Eu fiquei encantado com os detalhes que e ele postou no simparatodos.com.br falando que Englishtown é bom e confiável, por isso, eu resolvi citá-lo aqui no site. Não se trata de jabá ou patrocinado, não, eu falo pois seu que se trata de uma fonte super confiável, uma verdadeira referência no ensino de inglês online.


Voltando a falar do Englishtown, ele tem algumas vantagens que você não vai encontrar e cursos presenciais, eu vou destacar essas 3 vantagens só para você ficar com o gostinho na boca e o desejo de fazer a sua matrícula agora mesmo:

  1. Aprender inglês sem sair de casa
  2. Aulas disponíveis 24 horas por dia, 7 dias da semana
  3. Professores dos Estados Unidos (e outras nações que falam inglês)
Só essas 3 vantagens são são suficientes para você atestar que trata-se de algo de qualidade. O domínio do idioma, que você terá ao concluir seu curso online, fará com que você possa competir, de igual para igual, com qualquer outro profissional da sua área. E, se você tiver sorte, o inglês será o ponto decisivo na sua escolha.

Pense nisso!

domingo, 20 de março de 2016

Pensando em abrir uma franquia? Veja algumas dicas!

O sonho de empreender não se abala nem mesmo com as crises econômicas que podem assolar um país. É o caso do Brasil nesse momento, onde, mesmo com a crise política e econômica, muitas pessoas com a veia empreendedora estão buscando alternativas para começar um novo negócio. E uma oportunidade que surge e que pode ser muito interessante é a possibilidade de ser um franqueado.

Abrir uma franquia pode ser um bom negócio para quem quer iniciar sua carreira empresarial no ramo do comércio. Para ter sucesso basta seguir algumas regras básicas e ter a alma empreendedora, já que decolar em uma das várias franquias significa muito ter conhecimento estratégico e vontade de arriscar. Os riscos, entretanto, são menores em franquia do que em um negócio próprio e novo, já que o franqueado começa sua empresa com uma marca que já é conhecida e reconhecida pelo mercado. O principal desafio para vencer é apostar na marca certa, no local certo e na hora certa.

Parece difícil, mas não é. São muitas opções de negócio, da mais cara à franquia barata, para que o empresário escolha um ramo e aposte nele. As principais vantagens de se apostar em uma iniciativa desse porte, independente do seu custo, é a boa reputação que a marca tem em uma escala considerável – certamente se a marca não tivesse um bom reconhecimento público não abriria espaço para franquias – além do aumento das chances de sucesso através de um plano de negócios. Cada marca tem seu plano de negócios pronto para entregar aos empreendedores que desejam fazer parte da equipe, com pesquisa de mercado local e análise de riscos. Isso é uma grande vantagem para todos os empresários, mas principalmente para quem não é exímio conhecedor do mundo dos negócios, já que a cartilha institucional reza o básico para que aquela marca continue dando certo.



A garantia de mercado, o planejamento de custos de instalação e a independência jurídica e financeira são outras vantagens do mundo das franquias, sejam elas com custo inicial alto ou até em franquias baratas. É possível listar também a economia com custos de propaganda (você não vai precisar fazer propaganda maciça de uma marca que já existe) e possibilidade total de pesquisa e desenvolvimento, para fazer o negócio aumentar e fluir seu próprio rendimento.

Como desafios estão saber levar o negócio de forma sustentável, já que algumas desvantagens do sistema podem levar tudo a perder – como exemplos estão a pouca flexibilidade de escolha e adaptação, risco de ocorrência de falhas da própria marca e a localização forçada, em alguns casos. Para evitar esse tipo de entrave e ser feliz com a nova franquia, basta uma boa pesquisa. E muita vontade: mesmo com uma marca que já existe você precisa ser um bom administrador para que as pessoas continuem gostando na natureza do negócio.

sábado, 19 de março de 2016

Planejando a compra do seu primeiro imóvel

Nem mesmo a crise é capaz de espantar o sonho da casa própria. Muitas pessoas estão atrás de arrumar um cantinho para morar, porém, estão com dúvidas sobre como planejar essa compra para que nada saia de errado.

Para realizar a compra da casa própria ou de um imóvel novo, é preciso seguir um planejamento, principalmente quando não há dinheiro suficiente para aquisição imediata desse tipo de bem.
Atualmente, o financiamento é a melhor saída para quem pretende fazer uma compra desse porte, mas não dispõe da quantia necessária de dinheiro. A dica dos especialistas é que não existe época ou dia certo para se comprometer com um financiamento, basta haver planejamento.

Nesse sentido, é preciso avaliar despesas e orçamento mensais, além de verificar valores das parcelas e tempo necessário para quitar o valor financiado. Para isso, é possível usar um simulador de financiamento, que faz todos os cálculos necessários para obter o crédito.



Além disso, para diminuir o peso que um financiamento pode trazer ao orçamento mensal, é importante conseguir um bom valor, 30% do preço do imóvel, para oferecer como entrada. De acordo com os especialistas, essa quantia diminui o número e o valor das parcelas. Para tanto, é possível utilizar o FGTS.

Outra dica é não comprometer mais que 25% da renda mensal com o pagamento das prestações. Assim, a dívida será quitada no prazo estipulado, sem atraso e acréscimo de juros, o que gera mais economia, no fim das contas.

É preciso, ainda, considerar que a compra de um imóvel requer outros gastos também, principalmente com toda a papelada e burocracia necessárias para deixar todos os contratos em ordem. Todo o ‘processo’ tende a custar cerca de 5% do valor do imóvel.

E, em caso de casas ou apartamentos novos, existem outros gastos, como instalações elétricas, chuveiro e pisos, por exemplo. Já imóveis usados, algumas vezes, requerem uma ou outra reforma e, nos dois casos, o custo pode vir a superar quase 10% do valor total do imóvel.

A principal recomendação dos especialistas é sempre ter uma reserva em mãos e, se possível, começar a economizar meses antes da compra do imóvel. Assim, o financiamento será feito com sucesso e cumprirá seu objetivo, que é garantir maior tranquilidade com a compra da casa própria.

quinta-feira, 17 de março de 2016

Conheça o Business Intelligence

Atuar com inteligência e planejamento é fundamental para que os objetivos dos negócios atinja o patamar desejado. Para isso, contar com profissionais qualificados é uma necessidade grande para qualquer empresa que visa atingir esse patamar. E para ajudar nesse processo, o Business Intelligence surgiu e ganha muito força.

Business Intelligence (em português, Inteligência Empresarial) é o processo que envolve a coleta e a análise de informações referentes ao negócio, seu constante monitoramento e compartilhamento com as partes interessadas.

BI é hoje uma ferramenta muito poderosa e imprescindível para empresas que buscam competitividade, sobretudo quando a empresa possui atividades ou se utiliza da internet em suas atividades.

Vivemos na era da informação e isso torna o volume de informações que devem ser analisadas muito grandes, o que demanda maiores esforços nessa atividade e exige muito mais da figura do analista de bi.

Esse profissional precisa ter vasto conhecimento técnico e estar muito atualizado em relação às novas tecnologias que facilitem a leitura e gestão das informações. O teste ab e outras ferramentas de leitura fazem parte do conhecimento específico que deve ter esse profissional. É fundamental que ele tenha domínio também da língua inglesa.

Entre as principais atividades deste profissional, destacamos a criação de estratégias e aplicações que propiciem a leitura e análise dos dados, melhoria das praticas e definição de padrões para o desenvolvimento e otimização desta atividade dentro da empresa, além da elaboração de relatórios e cronogramas que servem como ferramentas gerenciais.


Muitas vezes, esse profissional deve exercer também um papel de liderança frente a uma equipe e estar à frente na interação com os usuários e clientes, devendo conhecer todos os processos da empresa, a fim de uma leitura mais fiel da realidade.

Há um vasto mercado para esse tipo de profissional: a expansão recente, o constante do volume de informações com que as empresas precisam lidar e a evolução das tecnologias tornaram o analista de bi uma figura central no planejamento de marketing de empresas bem sucedidas.

quarta-feira, 16 de março de 2016

Entenda sobre o Empréstimo Consignado

Em tempos de crise, muitas pessoas estão tendo que apelas para os empréstimos. Um mau necessário que ajuda a organizar um pouco a vida financeira até que as coisas voltem a andar como devem ser. E, como esse número grande de pessoas procurando essa alternativa, achamos por bem explicá-la.

O crédito ou empréstimo consignado nada mais é do que um empréstimo cobrado direto na fonte, ou seja, no contra-cheque da pessoa. Com isso, não se corre o risco de não efetuar o pagamento do valor emprestado, uma vez que esse dinheiro será descontado antes mesmo que a pessoa que pegou emprestado tenha acesso.


É possível quitá-lo com antecedência?


Segundo o código “Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90)” todo cliente que pegou um valor emprestado tem o direito de quitá-lo antes do prazo, com desconto previamente combinado entre as partes e sem que haja cobrança de nenhuma multas ou taxas. Caso o Banco esteja cobrando, esta é indevida.

Para finalizar o processo junto ao banco é bem simples: basta entrar em contato e solicitar o boleto de quitação dos valores devidos. Após efetuar o pagamento de tal boleto, deve-se entrar em contato para confirmar se todas as baixas foram feitas e solicitar um comprovante de quitação.

Apesar de parecer algo bom para o banco, pois garante o recebimento do valor devido, muitos clientes têm reclamado junto ao banco central sobre as dificuldades encontradas para a quitação dos empréstimos, afinal, para o banco, quanto mais o cliente demorar para pagar, melhor será (por conta dos juros e da permanência do cliente no banco). Muitas vezes os bancos demoram a passar o boleto de quitação para seus clientes e tentam convencer a realizar um refinanciamento da dívida que pretendem quitar.

O que é portabilidade de crédito (recompra)?


A portabilidade de crédito é a transferência da dívida do “empréstimo consignado” para outra instituição financeira.

Certamente essa outra instituição possui a taxa de juros menor do que a que você possui o empréstimo, senão é mais vantajoso realizar o refinanciamento. Nessa operação você terá um saldo credor a receber, já que o banco que está comprando a sua dívida realiza a quitação do empréstimo e um novo empréstimo para você com a parcela no valor que já vinha sendo descontada.

Resumindo a recompra é um refinanciamento feito através de outro banco.

terça-feira, 15 de março de 2016

Invista nos Diferenciais para uma Carreira Sólida

O mercado de trabalho está cada vez mais exigente. Com uma nova tendência cada vez mais em vigor, apresentar diferenciais em sua formação e em suas experiências é fundamental para chamar a atenção das grandes organizações e conquistar a tão sonhada oportunidade de trabalho.

E um dos passos encontrados para aumentar a competitividade perante dos concorrentes é a montagem e organização de um bom currículo. Ele é a etapa inicial de qualquer processo seletivo, afinal, trata-se do primeiro contato que a organização tem com o postulante à vaga ofertada.



Mas para chamar a atenção de verdade com o seu currículo, não basta que ele seja apenas bem escrito. É necessário que contenha experiências, investimento em aperfeiçoamento e muita verdade. Não basta organização e criatividade para montar o seu currículo. Ele precisa ter conteúdo e precisa mostrar quem realmente você é e como você poderá agregar a organização com suas experiências e conhecimentos.

Cursos de aperfeiçoamento são diferenciais importantes


Até um tempo atrás, as empresas se preocupavam em olhar o nível de escolaridade do candidato. Até classificam suas vagas através do nível escolar. Fazer faculdade era um grande diferencia, saber outro idioma... A vaga estava garantida! Porém, esse cenário mudou e tudo isso passou a ter um peso menor, afinal, são coisas quase que obrigatórias - alto nível escolar e, pelo menos, um idioma além do nativo.

Mas o que está fazendo a diferença são os cursos de aperfeiçoamento. Claro, estes precisam ter relação com a vaga escolhida. Um curso de uma língua diferente, como o mandarim, é interessante para vagas em grandes empresas. Um profissional que saiba operar o software Solidworks provavelmente terá destaque em uma empresa de design ou engenharia. Um curso de massagem provavelmente será um diferencial em um grande salão de cabeleireiros que tenha espaço para estética.



Esses são alguns exemplos de cursos que mostram o quanto o profissional está preocupado em sempre aprender algo novo que possa fazer dele um candidato com os diferenciais necessários para ocupar a vaga ofertada.

Só o currículo não basta, é preciso mostrar confiança


De fato, o currículo é a primeira impressão que o entrevistador terá do candidato, mas outros itens, durante a entrevista, são muito importantes. Porém, jamais force ser uma pessoa que não é apenas para ganhar a vaga, pois isto será observado mais tarde, caso seja contratado. Um dos pontos positivos que sempre são notados em entrevistas e dinâmicas é a interação em grupo com outros candidatos. É preciso saber trabalhar em equipe, respeitando os outros profissionais, compartilhando os seus conhecimentos e não tentar adivinhar – pergunte.

Seja confiante: Mostre o que sabe, e pergunte se tiver dúvidas, mas tente manter a calma e saiba ter jogo de cintura ao lidar com imprevistos. Seja criativo, inove. Se critique e corrija caso percebe que algo está errado e tente se adaptar às mais variadas situações, assim como lidar com críticas. E sempre mantenha o foco, se importe com a empresa, mostre desejo de crescimento não somente individual, mas de toda a empresa. Mostre interesse nos resultados.